terça-feira, 30 de maio de 2017

ROLÂNDIA NORTE DO PARANÁ NOS ANOS 60 e 70

QUASE TODO MUNDO TINHA UM
MINHA MÃE TINHA.
SAUDADE.
O CHEIRO BOM NÃO SAI DO CÉREBRO
O DURO É QUE DE VEZ EM QUANDO UMA GATA CISMAVA EM DAR CRIA DENTRO DELE.
AÍ TÍNHAMOS QUE FAZER AQUELA LIMPEZA ESPECIAL.
ADIVINHEM QUEM SEMPRE SAIA NAS DATAS VAZIAS ATRÁS DE GANCHUMA PARA CONFECCIONAR A VASSOURA QUE VARRIA O FORNO??
AS VEZES A MINHA MÃE FAZIA PÃO COM TORRESMO... NEM CACHORRO COMIA... NÃO SOBRAVA NEM FARELO.
NAS FESTAS DE FINAL DE ANO ERA DAQUI QUE SAIA OS FRANGOS, PERNIS E LEITOAS ASSADAS...
DELÍCIA...
PARECE QUE O SABOR ERA MUTO MELHOR...
COMPARADO COM AS CARNES ASSADAS DE AGORA.
COMO QUASE TODO MUNDO TINHA UM DESTES FORNOS, COM O TEMPO COMEÇOU A FALTAR  GANCHUMA NAS DATAS VAZIAS, AÍ MINHÃ MÃE COMEÇO A USAR OUTROS MATOS. MAS LEMBRO QUE ELA FALAVA QUE VASSOURA BOA É A DE GANCHUMA.
FARINA




MUNDÃO VÉIO SEM PORTERA.

Quem já comeu pão assado assim?

É bom né!

quarta-feira, 24 de maio de 2017

ETTORE e THOMAZIA MARTINI ( SÃO MARTINHO / ROLÂNDIA - PR. )

meus avôs faziam muita caridade e ajudavam quem necessitava. quando o Bradesco entrou em falência em Rolândia foi ele que salvou o banco. pessoas que tinham filhos com doença mental ficavam sobre os cuidados de meus avôs que davam tratamento sem cobrar nada. eles foram uns dos primeiros pioneiros de Rolândia. quem trouxe depois as famílias Serpeloni , Tolari , Leonardi, entre outras famílias de origem italiana para o norte do Paraná. seus nome é Ettore Martini e Thomazia . EUZEBIO DENNER

terça-feira, 16 de maio de 2017

ESTOJO DE APLICAR INJEÇÃO ANOS 50 a 70

um pé na roça

QUEM LEMBRA DESSE ESTOJO DE APLICAR INJEÇÃO?? AS AGULHAS E A SERINGA ERAM REUTILIZÁVEIS....

foto Francisco Rossi