sábado, 31 de maio de 2014

ROLÂNDIA - 1ª IGREJA DE SÃO RAFAEL DE MADEIRA

ACERVO DE ALEXANDRE GAISER


FOTOS ANTIGAS DE ROLÂNDIA 1933 - FAMÍLIA GAISER

ACERVO DE ALEXANDRE GAISER








































































KURT e WILMA GAISER

ROLÂNDIA - CASA DE PALMITO DA FAMÍLIA FRAGER DE 1934

ACERVO DE ALEXANDRE GAISER


ROLÂNDIA - CONSTRUÇÃO DA IGREJA CATÓLICA MATRIZ

FOTO DO ACERVO DE ALEXANDRE GAISER


3ª EDIFICAÇÃO DE ROLÂNDIA - PADARIA MAX DIETZ ( ATUAL CASTELINHO )

3ª EDIFICAÇÃO DE ROLÂNDIA - PADARIA MAX DIETZ - FOTO DO ACERVO DE ALEXANDRE GAISER

HISTÓRIA DOS TRENS E DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DE ROLÂNDIA - PR.

www.estacaoferroviarias

ROLÂNDIA (antiga CAVIÚNA)
Município de Rolândia, PR
Linha Ourinhos-Cianorte - km 537 (1960)PR-1501
Altitude: 731 mInauguração: 01.01.1936
Uso atual: abandonada (2012)com trilhos
Data de abertura do prédio atual: n/d
HISTÓRICO DA ESTAÇÃO: Inaugurada em 1936 como Caviúna, alterou em pouco tempo o nome para Rolândia. Há fontes que citam 

ACIMA: No pátio de Rolândia, em abril de 1991, trem turístico que nesse domingo fez os trajetos de Apucarana a California e a Rolandia. Trem, nessa época e nessa linha, só turístico mesmo. Hoje, nem isso (Foto Luiz Moraes).

a data de 25/01/1936 para a inauguração, e que a estação se chamava Villa. A foto ao lado, de uma revista não identificada e publicada em 19/3/1936, teria sido publicada quase dois meses após a inauguração, o que parece muito tempo. Mais tarde foi construída uma nova estação para substituir a antiga, com um prédio mais moderno (e horrível). "A ferrovia também faz parte de minhas lembranças de infância em Rolândia, onde a linha do trem passava a poucos metros da janela do meu quarto, com um barulho que parecia um terremoto. Lembro-me de um aniversário, quando as faiscas da maria-fumaça provocaram um incêndio na capoeira à beira da linha e todos os convidados correram com baldes para tentar apagá-lo. Parece que conseguiram, pois hoje a



AO LADO: Flagrande tomado no dia da inauguração da estação de Rolândia. Vejam que o nome Caviúna não é citado (Revista não identificada, 19/3/1936).
casa continua lá. Aliás, a ferrovia e a casa continuam no mesmo lugar em Rolândia, com um movimento bastante ativo de trens. Meu pai chegou a Rolândia em 1936 e contava que, quando chegava de São Paulo, primeiro lançava pelas janelas as malas e depois saltava na porta da nossa casa. Ainda hoje, quando vou a Rolândia, um de meus passeios prediletos é ver o pôr-do-sol na linha do trem" (Ursula Dannemann, 06/2006). Ela está hoje fechada, depois de ter sido utilizada por algum tempo pela ALL, atual concessionária da linha. Em 2000, a estação tinha em seu pátio 4 desvios.
(Fontes: Fernando A. Domeze; Douglas Razaboni; Ursula Dannemann, 2006; José Carlos Neves Lopes; Wanderley Duck; Antonio Rapette; http://tetodebarro.blogspot.com.br; Paraná em Páginas, 03/1974; RVPSC: Relatórios anuais, 1944-60; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)

Estação original de Rolândia, sem data. Foto da revista Paraná em Páginas, no. 109, 03/1974

Pátio de Rolândia, c. 1940. Foto do acervo de José Carlos Neves Lopes, enviada por Antonio Rapette

A estação original de Rolândia, c. 1940. Foto enviada por Wanderley Duck

Prédio atual da estação de Rolândia, em 27/12/2002. Foto Douglas Razzaboni

Prédio atual da estação de Rolândia, em 27/12/2002. Foto Douglas Razzaboni

Placa da estação de Rolândia, em 27/12/2002. Foto Douglas Razzaboni

A estação em julho de 2008. Foto Fernando A. Domeze

A estação em 2012. http://tetodebarro. blogspot.com.br/
Atualização: 10.11.2013
 elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

NORTE DO PARANÁ E OS TRENS EM 1935

Relação de locomotivas
da RVPSC em 1935

Alexandre Fressatto Ramos - APFMF
xx

Estrada de Ferro Norte do Paraná (NP)

1º Nº2º NºTipoFabr.Nº Fabr.Entrada
em serv.
Esforço
tração
(kgf)
Obs.
1-NP240MogulBaldwin310911/3/19086228 
2-NP241MogulBaldwin310921/3/19086228 
[NP] - Acrescentado à numeração das locomotivas para distingui-las, devido à sobreposição de números nas várias ferrovias, linhas e ramais reunidos na RVPSC.

JOÃO VENTURINI - PIONEIRO - ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

RODOLFO HEINNEMANN - ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

EUGENIO RANKE - ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

HANS KIRCHHEIM - ROLÂNDIA - PR.

FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA

ANTONIO DE AQUINO PINHEIRO - EX- VEREADOR DE ROLÂNDIA

FOTO By JOSÉ CARLOS FARINA

DR. CIRO BOLIVAR DE ARAUJO MOREIRA - ROLÂNDIA - PR.



FOTO By  JOSÉ CARLOS FARINA


domingo, 25 de maio de 2014

FOTO INÉDITA DE ROLÂNDIA DE 1938 - LINDA

FOTO HANS KOPP - RECORTE By  JOSÉ CARLOS FARINA
CLIQUE PARA AUMENTÁ-LA.....






















HOTEL ROLÂNDIA, HOTEL ESTRELA, MAX DIETZ, LINHA DO TREM E A CIDADE SURGINDO...

sexta-feira, 16 de maio de 2014

CINE ( CINEMAS ) ROLÂNDIA por FARINA

Transcrito do site "História de Rolândia" by Farina

ESTE EDIFÍCIO DA DIREITA ERA O ANTIGO CINE ROLÂNDIA, INAUGURADO NOS ANOS 50. ALI NA ESQUINA FICAVAM OS CARTAZES COM A FOTO PRINCIPAL DO FILME EM EXIBIÇÃO.... ISTO É HISTÓRIA.. A MOLECADA DE HOJE NEM IMAGINA AS EMOÇÕES DAS ESTREIAS DOS FILMES ÉPICOS QUE FORAM EXIBIDOS ALI.. "E O VENTO LEVOU"... EL CID.. OS 10 MANDAMENTOS.. "BEN-HUR"... ONDE HOJE É O INSS FICAVA O CINE BANDEIRANTES.. LEMBRO-ME QUE UM DOS ÚLTIMOS FILMES QUE FOI EXIBIDO LÁ...  "DIO COME TI AMO".. EU ESTAVA LÁ... ERAM POUCOS ESPECTADORES ASSISTINDO... O CINE BANDEIRANTES TINHA CADEIRAS ESTOFADAS, JÁ O ROLÂNDIA AS CADEIRAS ERAM DE MADEIRAS DA "MÓVEIS CIMO" (ENCOSTO CURVADO COR MARROM)... O CINE ROLÂNDIA (ESTE DA FOTO) TINHA MAIS PÚBLICO. AS MOÇAS E RAPAZES PREFERIAM ESTE CINEMA POR SER MAIOR E POR TER AMPLOS CORREDORES PARA QUE PUDESSEM TRANSITAR E PRATICAREM A FAMOSA "PAQUERA".  AS MOÇAS CHEGAVAM MAIS CEDO E FICAVAM SENTADAS. OS RAPAZES FICAVAM CIRCULANDO E LOCALIZANDO ONDE ESTAVA SENTADA E SUA PRETENDENTE. SE A MOÇA SINALIZAVA DANDO A ENTENDER QUE "ESTAVA INTERESSADA", LOGO DEPOIS QUE AS LUZES COMEÇAVAM A APAGAR O RAPAZ CHEGAVA E SENTAVA JUNTO. SEMPRE HAVIA UMA COLEGA QUE SAIA E DEIXAVA O LUGAR VAGO.  NAS PAREDES  HAVIAM VÁRIOS ARRANJOS COM LUZES. ANTES DO FILME COMEÇAR TOCAVA A MÚSICA "TEMA DE LARA" OU "BEIJA-ME MUCHO" E ESTAS LUZES IAM APAGANDO PROGRESSIVAMENTE, PARA DAR TEMPO DAS PESSOAS SENTAREM. HAVIA TAMBÉM UMA ANTE-SALA COM UMA ÓTIMA BOMBONIERE ONDE COMPRÁVAMOS CHICLETES ADANS E AS FAMOSAS BALAS DE CEVADA SONKSEN. NESTA ANTE-SALA HAVIAM SOFÁS PARA QUE OS CLIENTES PUDESSEM ESPERAR A SESSÃO COMEÇAR. A MOÇADA TINHA MANIA DE ASSOVIAR E TORCER PARA O MOCINHO. QUANDO TINHA CENA DE AÇÃO...  VIRAVA UMA BAGUNÇA NO CINEMA. POR VÁRIAS VEZES ARMAVAM BOMBAS ENORMES PARA EXPLODIR NO MEIO DA SESSÃO. COMO ESPOLETA COLOCAVAM A BOMBA ENFIADA EM UMA BITUCA DE CIGARRO ACESA. UMA VEZ ACENDERAM UM TAL DE "BARBANTINHO" QUE ERA PREPARADO COM ENXOFRE COM UM CHEIRO INSUPORTÁVEL... A SESSÃO TEVE QUE SER INTERROMPIDA PARA A LIMPEZA.  A SESSÃO COMEÇAVA DEPOIS DA MISSA. E LOGO APÓS O  TÉRMINO DA SESSÃO QUASE TODOS OS JOVENS IAM PARA A SORVETERIA HOLANDESA TOMAR SORVETE OU CHOPE. NOS ANOS 70 ABRIRAM A LANCHONETE "SOBRADO" ( ATUAL CASA DO GIBIM ) E O PÚBLICO ENTÃO COMEÇOU A DIVIDIR.  MAS FORAM TEMPOS DOURADOS. NÃO HAVIA DROGAS. QUASE TODOS TRABALHAVAM. AJUDAVAM OS PAIS. ERA UMA JUVENTUDE SADIA. HAVIA RESPEITO PARA COM OS MAIS VELHOS. NOS ANOS 60 OS JOVENS USAVAM CALÇAS FUNIL, BEM APERTADAS, BOTINHA E JAQUETAS. NOS ANOS 70 USARAM AS CALÇAS "BOCAS DE SINO" E SAPATOS PLATAFORMA.  NOS ANOS 60 CURTIAM MÚSICAS DO IÊ IÊ IÊ / JOVEM GUARDA E NOS ANOS 7O COMEÇOU A "ARREBENTAR" A MÚSICA ROMÂNTICA INGLESA OU AMERICANA. OS JOVENS NESTA ÉPOCA GASTAVAM DE DANÇAR MÚSICA LENTA, SEMPRE COM OS ROSTOS "COLADOS". OS DISCOS DOS BEE GEES CHEGAVAM A GASTAR DE TANTO TOCAR. A MINHA MÚSICA PREFERIDA ERA "I STARTED A JOKE", ATÉ HOJE ME EMOCIONO COM ELAAS VEZES QUANDO OS PAIS LIBERAVAM OS CARROS ÍAMOS PARA BAILES EM CAMBÉ, SÃO MARTINHO, SABÁUDIA E JAGUAPITÃ. SEMPRE DAVA BRIGAS E TÍNHAMOS QUE SAIR CORRENDO. HAVIA RIVALIDADE DOS JOVENS COM OS QUE VINHAM DE FORA. NINGUÉM QUERIA DIVIDIR AS MENINAS. É QUE AS "DANADINHAS" SE INSINUAVAM MAIS PARA OS RAPAZES DE FORA. NAQUELE TEMPO TODO MUNDO CONHECIA TODO MUNDO. OS RAPAZES "DE FORA"  TINHAM MAIS CHANCES. O CARA PODIA SER FEIO PARA DEDÉO MAIS SEMPRE ARRUMAVA NAMORADINHA FORA DE ROLÂNDIA. O DIFÍCIL ERA SAIR CORRENDO. AS VEZES O CARRO DEMORAVA PARA "PEGAR" E OS CARAS CHEGANDO. TINHA NEGUINHO QUE ATÉ REZAVA NESTA HORA PEDINDO PARA O FUSCA  "PEGAR" LOGO.  UMA VEZ MEU PRIMO, O TONINHO, ME LEVOU A UM BAILE EM APUCARANA. DEPOIS DAS 2 DA MADRUGA SAIU UMA BRIGA ( NÃO SEI ATÉ HOJE O MOTIVO) SÓ SE VIA CADEIRA E MESA VOANDO DE UM LADO PARA O OUTRO. EU E MEU PRIMO QUE NÃO SOMOS BOBOS PULAMOS LOGO UMA JANELA QUE ESTAVA ABERTA. LOGO DEPOIS OUVIMOS TAMBÉM TIROS DE REVÓLVER. PARA NÓS ACABOU A FESTA E VIEMOS EMBORA. KKKKKKKKK JOSÉ CARLOS FARINA

OBS.: Escrevi em outro lugar deste blog o costume  que a molecada tinha de trocar gibis nas matinês do cinema... domingos antes de começar o filme.. antes das 14 horas... eu tenho as minhas coleções até hoje. 


COMENTÁRIO: Sergio de Sersank Formidável! Vc é genial, meu caro José Carlos Farina. Eu não disse que vc é um historiador nato? Com sua licença, gostaria de partilhar isso que vc escreveu em seu blog com todos os meus amigos do Face. O que vc narra aqui, com essa sua memória prodigiosa, vale também para os diversos municípios da região e quiçá do Brasil, afora. Vc retrata bem, apesar de ser aenas uma síntese o que publica aqui, um pouco do que foram as nossas vidas na adolescência e juventude. Faltou falar das quermesses, com os chamados "correios-elegantes" e de algumas outras coisas, como aquela fase das "brincadeiras dançantes" que estava por todo o país. Mas, certamente vc está guardando pra nos contar isso tudo com detalhes ainda mais precisos e encantadores. Mesmo porque seria, por ora, estender demais. Os jovens de hoje nem imaginam quanto era feliz a mocidade dos "anos dourados". Continue a nos brindar com suas pérolasFarina! Grande abraço!


RESPOSTA: José Carlos Farina Muito obrigado Sergio. Fico feliz que tenha gostado. É.. éramos felizes e sabíamos...  Fico honrado com o seu elogio. Ainda mais vindo de uma famoso escritor como você.  um abraço. Deus te abençoe. Você é muito gentil.